sexta-feira, 1 de julho de 2011

O Ciclo Vegetativo da Videira (Vitis Vinífera)



REBENTOS (Março/Abril)
No início da Primavera termina a época de repouso. Inicia-se o ciclo vegetativo com o “choro” da planta, isto é, a perda da seiva através dos cortes da poda efectuada no Inverno. Esta fase antecede o abrolhamento ou rebentação dos gomos que acontece, normalmente, passadas 3 a 5 semanas.
 
FOLHAS (Abril/Maio)
Após o nascimento dos rebentos e folhas surgem os botões da flor. Neste período, as geadas são o pior inimigo da videira.
 
FLORES e FRUTOS (Maio/Junho)
A floração prolonga-se por cerca de dez dias. A fecundação ocorre quase ao mesmo tempo que a floração. Fecundadas as flores, os bagos iniciam o seu processo de maturação.

MATURAÇÃO (Agosto)
No período de maturação, os bagos crescem e alteram a sua composição química. Inicialmente, verdes, pequenos e rijos, depois, aumentam de tamanho e mudam de cor ganhando tonalidades avermelhadas ou douradas. Iniciam-se os processos de transformação química que se reflectem no equilíbrio da acidez dos bagos. Nesta fase, o apodrecimento e o míldio são verdadeiras ameaças às vinhas.
 
AMADURECIMENTO (Agosto/Outubro)
A fase que antecede a vindima é o amadurecimento. Permite que o fruto atinja o grau de açúcar ideal à produção de vinho.
 
REPOUSO (Novembro/Abril)
Com a chegada das temperaturas baixas e as geadas de outono, as folhas começam a desprender-se dos troncos. Inicia-se o processo de repouso da videira que só voltará à actividade no começo da Primavera. É durante o repouso que se processa a poda de Inverno.