quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

CULTURA AVIEIRA

No âmbito do projecto para candidatura da Cultura Avieira a património nacional e como resultado da candidatura aprovada ao programa Provere, foram definidos padrões de envolvimento no projecto, no que respeita aos museus integrados no território de influência da Cultura Avieira. O Instituto Politécnico de Santarém, enquanto entidade promotora da candidatura, propôs a celebração de um protocolo de colaboração entre o IPS e os diversos museus da região, com o objectivo de partilha de saberes e envolvimento de todos os parceiros neste projecto.

Complementarmente, o Museu Municipal de Benavente, considerando o interesse do projecto enquanto dimensão identitária relevante na região, propõe-se desenvolver trabalhos nesta matéria, nomeadamente em todos os aspectos que se prendem com o rio, a pesca, bem como junto das comunidades ribeirinhas de Porto Alto e Aldeia do Peixe. Embora na área do município não ocorram os assentamentos tradicionais da cultura avieira, em particular, as aldeias palafíticas, as populações avieiras fixaram-se neste território marcando-o do ponto de vista cultural.
Na sequência de projectos de trabalho realizados anteriormente, sobretudo o trabalho de investigação que decorreu da exposição “Quando os rios eram estradas”, apresentada em 2004, tornou-se evidente a importância da tradição avieira neste território e ainda o conjunto de objectos associados a esta temática que integram o Museu Municipal.

Neste sentido, foi aprovado pela Câmara a realização de um protocolo de cooperação entre o Instituto Politécnico de Santarém (IPS), e o Museu Municipal de Benavente - Câmara Municipal de Benavente.